Jessica Jones

jessicajonesposterA Netflix sempre nos dá produções muito boas, em especial suas séries. Quando a Marvel anunciou a produção de séries para a Netflix meus olhos já começaram a brilhar. Primeiramente veio a espetacular série “Demolidor” que apresenta o universo já conhecido nos cinemas, só que agora com um aspecto mais brutal e realista, com atuações ótimas, essa série alavancou ainda mais a fama da Netfix + Marvel. A segunda série anunciada foi Jessica Jones, da não tão conhecida HQ “Alias” da Marvel Max, que mostra a personagem Jessica Jones, com o codinome Safira, perturbada e com problemas muito humanos, diferente de muitos heróis que conhecemos. Alcoolismo e abuso eram temas recorrentes na HQ, o que me deixou um pouco preocupado como seria produzido isso para uma série, e achei que poderia sair uma bomba. Ledo engano …

603549A série é espetacular, e quem está querendo assistir algo parecido com o que vimos em Demolidor, pode estranhar um pouco, mas vai se surpreender. Tudo que a HQ mostra em sua história é passado para a série, sem perder em nada. Todo o drama vivido pela protagonista, o seu trabalho como investigadora (só que na série são com casos de pessoas normais em geral, e nas HQs muitos dos casos são relacionados com super-heróis), todo o abuso vivido, a quantidade absurda e invejável de álcool que ela ingere, e até mesmo os palavrões e cenas de sexo, tudo isso está lá, claro que de uma forma onde o que estamos vendo é verossímil.

Jessica Jones é vivida por Krysten Ritter, que é mais conhecida por papéis em séries cômicas. Quando anunciada eu achei um pouco estranho e ousado a escolha da atriz, mas esta me surpreendeu muito. Ela consegue mostrar o quão sofrível é a situação que a personagem está passando, onde ela se martiriza por tudo que acontece, e cada vez mais se isola das pessoas que ama, exatamente para diminuir a dor, e nada disso é explicitamente falada na série, mas você consegue entender, e em certos pontos concorda com a heroína. Ela é desbocada e uma pessoa que se pode considerar meio chata de estar por perto, mas quando você vê a série e entende os motivos dela, você aceita que ela seja assim e se importa cada vez mais com o que foi vivido pela personagem. Mas o mais importante é … eu ainda quero aprender a beber a quantidade de álcool que ela bebe :/

giphy

Ao falarmos dessa série não podemos esquecer de destacar o vilão Kilgrave, o Homem-Púrpura da HQ, vivido majestosamente por David Tennant. Sério, esse cara destrói com a sua atuação. Um vilão pertubado pelo seu próprio poder, vivendo uma vida onde consegue controlar tudo e a todos, ele se perde nas suas próprias mentiras, a ponto de não saber até que ponto as pessoas falam a verdade ou se fazem aquilo que ele obriga. A relação desse vilão com a Jessica Jones, é fantástica. Você enxerga que ele fará tudo pra ficar com ela, e ela sabe que não pode fazer nada que ele não queira, literalmente. É um jogo de gato e rato, onde a loucura do vilão afeta diretamente a cabeça da protagonista. Vale ressaltar que eu adorei o fato de quando Kilgrave está por perto a cor púrpura sempre está presente, mesmo que em algum detalhe.

tumblr_ny2ohmTGgk1usws96o2_500

Todo os personagens secundários são muito bons também. Luke Cage (que ganhará uma série solo), Trish Walker, Will Simpson, Malcolm e Jeri tamém dão um show a parte, e garantem uma imersão ainda maior nessa história. A trama dos irmãos gêmeos e do divórcio da personagem Jeri (Carrie-Anne Moss, a Trinity de Matrix) deixam a desejar, não convencem muito e parece que foi colocado pra encher linguiça ou ocupar espaço vago.

Outro ponto negativo, e último ao meu ver, na série são as cenas de luta. Elas não são ruins, mas são um pouco fracas e talvez mal dirigidas, não que isso vá comprometer o desenvolver da série, mas poderiam ser melhores. Mesmo que a gente saiba que nenhum dos personagens são mestres em luta, o que explica um pouco o fato de serem cenas mais fracas, ainda poderia ser melhor rs.

Bom, por fim, posso reafirmar que essa série é muito boa mesmo, com um Girl Power foderoso, e com uma história envolvente e introspectiva que vai deixar você vidrado na tela de TV. Muito obrigado Netflix e Marvel por se preocuparem com os seus seguidores e se importarem de verdade com o material que é produzido. E estou esperando aqui pelas próximas produções que virão 🙂

Abraços,

#3

Aquecimento Lollapalooza 2016

Daqui a pouco já é natal na Leader (godammit), e estamos nos aproximando do natalanonovocarnavalpascóaaniversariosocorrotamuitorapidoissodaqui … Mas também teremos em março de 2016 o festival mais esperado, o Lollapalooza \o/.

Esse festival traz consigo uma história de apresentar bandas e shows mais alternativos, e tenta unir muitos gêneros musicais para que todo os espectadores consigam se animar e ficarem felizinhos.

Na edição de 2016 teremos como atrações:

lollapalooza-brasil-2016-por-dia-700x700

Tem música pra tudo que é gosto. Eminem no mesmo dia que Mumford & Sons, Florence e Snoop Dogg. Quem diria que esses artistas estariam num mesmo festival? E isso que é sensacional no Lollapalooza, ninguém fica de fora e todo mundo pode curtir junto. Todo mundo se abraçando e pulando junto.

Agora é aquela parte que eu coloco as atrações que eu mais estou ansioso pra assistir, mas para não ficar um post tão grande, listarei apenas duas, que são pra mim as principais 😛

Vamo que vamo, gente bonita 🙂

Florence + The Machine é a atual banda que eu mais gosto (fui nos dois shows dela aqui no rio cofcof) e estarei em mais um onde estarei entrando na vibe louca dessa mulher e de sua maquinaria. Essa ruiva tem uma voz tão mistica e contagiante, e com uma potência impressionante que não dá pra ficar parado. Ela sempre está em contato com o público, pedindo para que sejam feitas oferendas de felicidade e amor, enquanto canta uma música sobre sacrificios huehue. O gif abaixo mostra como essa moça é louca, e todos estaremos assim no show:

tumblr_nwfho2TWQQ1ryhzimo2_540

A segunda banda é Of Monsters and Men, com seus sons folclóricos, nórdicos e também com um leve tom de misticismo (acho que eu tenho uma tara por isso). Conheci essa banda dias depois deles se apresentarem na edição do Lollapalooza 2013, e fiquei um pouco chateado por não ter ido ou ter a capacidade de voltar no tempo . Mas enfim, as músicas do seu primeiro album são animadas e do segundo um pouco mais pesadas, mas ambos trazem sempre um conto e um universo juntos que me deixa em transe. Não é uma banda para todos, mas pra quem gostar um pouco de algum trabalho deles, levará eles sempre consigo. Abaixo tem a música mais famosa deles, e também o meu toque do celular hehe

Bom, vejo vocês nesse festival, e se encontrarem alguém caído no chão se tacando na primeira lama que encontrar, é provável que seja eu, então … me deem um oi :*

Beijos estrelados,

#3

Top Plus5 – Dia das Bruxas

Com a chegada do dia das bruxas, vou aqui listar 5 (plus5 hã hã?!?!) filmes muito interessantes que sejam vistos para os aficionados ao terror, ou para aqueles que querem se divertir com os amigos nesse 31 de outubro. E para isso cada um dos filmes será relacionado com um subgênero do terror.

Mas antes de começar, essa lista não é dos filmes que mais gosto, e sim filmes legais e divertidos para se curtir o momento se banhando com sangue  :*

SLASHER – Aquele filme que tem um psicopata atrás de, em geral, jovens que gostam muito de transar … ou não né?

Filme: Franquia Pânico, mas em especial o original.

scream-4

Um filme sobre metalinguagem. Um filme sobre filmes de terror. Você quer se imaginar um sobrevivente desse estilo de filme, assista Pânico, pois com ele você saberá todas as regras. Um filme divertido, levando as vezes a própria comedia consigo (vamos esquecer Pânico 3 que é triste)  e com a direção magnífica de Wes Craven (saudades desse mestre do terror). Você vai se apaixonar pelo trio de protagonistas. Um dos melhores do gênero sem a menor dúvida.

PSICOLÓGICO – Filmes que mexem mais com a tensão do que com o susto ou cenas grotescas.

Filme: Medo, ou  Janghwa, Hongryeon no original.

6itvlccrokvecovynuobxm8n3uw

Sensacional. Isso que tenho a dizer. Com atuações muito boas, e com uma fotografia belíssima, esse filme vai te colocar dentro de uma casa onde nada parece ser o que é. Traição, vingança e até espíritos que atormentam os moradores estarão presentes. Um filme coreano, pouco conhecido (mais conhecido agora com o remake americano muito sofrível) que te deixará de boca aberta ao final. A primeira vez que assisti, foi uma surpresa muito mais que agradável.

ZUMBI – o nome é auto-explicativo hehehe

Filme: Madrugada dos Mortos, de Zack Snyder 2004.

dawn-of-the-dead-scene

O primeiro remake da lista, mas que não faz feio frente ao original de George A. Romero (o rei do cinema de zumbis). Poderia falar de The Walking Dead que está na moda, mas é uma série, e além disso trata do fim da humanidade e como as pessoas sobrevivem frente a isso. Madrugada dos mortos não. É sobre a violência do inicio do fim, e para onde correr quando não se há mais esperanças. Um shopping Center é o cenário do caos, e sinaliza todo o consumismo que perderemos, e o quanto aquilo na sua essência é fútil, mas lutaríamos para não perder. Além de que aqueles malditos zumbis correm muito, se eu me visse nesse universo eu sentaria e chorava … mal consigo rolar na esteira #Gordo

SOBRENATURAL – Espíritos, demônios e coisas assim.

Filme: Invocação do Mal, o mais conhecido e adorado da lista.

IMG_7586.dng

É um estilo de gênero muito clichê hoje em dia. Mas esse filme consegue tranformar o clichê em inovador. O filme traz uma historia baseada em fatos (muito da aterradora) sobre uma família que se muda pra uma casa nova e começa a presenciar coisas medonhas que os fazem entrar em contato com o casal de demonologistas Warren. O grande triunfo do filme é exatamente não mostrar o que esperamos ver, o fato de vermos pouca coisa que os personagens estão presenciando transforma o grau de terror e suspense em níveis altos. O filme é meio cru, usando poucos recursos de computação. Parabéns de verdade para a direção e montagem do filme, muito boa

TERROR DE CABANA – Um subgênero que anda entre o slasher e o sobrenatural, mas que sempre é situado numa cabana longe do mapa

Filme: Evil Dead – A Morte do Demônio, tanto o original e o remake, não consegui decidir.

ed2_532223

Cinco amigos vão pra uma cabana longe do mapa e encontram um livro que desperta o demônio na terra, e um a um eles vão sofrendo as conseqüências do terror que surgiu. Bom, parece bobo, mas é muito sensacional. No original temos um protagonista muito bom e cativante, e a direção do Sam Raimi, na época ainda no iniciozinho de carreira, é um filme trash de verdade, mas muito divertido, com cenas aterradoras e muito bem produzido pra quantidade de dinheiro que eles tinham. Já o remake é mais atual (dããããã) tratando de temas como drogas por exemplo. A protagonista também é muito boa, e dá um show nas cenas finais. Muito sangue (MUITO SANGUE MESMO) e muita diversão, podem ter certeza.

Bom pessoal essa é a minha lista de filmes para o dia das bruxas, espero que curtam os filmes, eles não são atuais então é fácil de achar (torrent) se gostarem deixem um comentário, e se não concordarem coloquem aí a sua lista de filmes que assistirão.

Beijos estrelados,

3